Como o funcionamento do intestino afeta nossa vida sexual?

Como o funcionamento do intestino afeta nossa vida sexual?

O esquecimento sexual infelizmente existe em alguns casais. Neste artigo irá compreender os motivos e como evitar que seu relacionamento tenha desgaste no sexo.

Como o funcionamento do intestino afeta nossa vida sexual? A comunicação entre o cérebro e o intestino é feita nas duas direções: o comportamento altera a flora intestinal, e esta altera o comportamento.

O que é disbiose? E como afeta sua vida sexual?

De fato a disbiose trata-se de um tipo de distúrbio que pode acarretar em desnutrição, sobrepeso e até mesmo em câncer, pancreatite aguda, esofagite, infecções urinárias e até depressão.

Assim sendo, a disbiose inibe a formação de vitaminas produzidas no intestino, como a B12, e permite o crescimento de fungos e bactérias capazes de afetar o funcionamento do organismo.

Portanto, a comunicação entre o cérebro e o intestino é feita nas duas direções: o comportamento altera a flora intestinal, e esta altera o comportamento.

Posto que o sistema gastrointestinal produz 95% da serotonina, neurotransmissor ligado ao bem-estar e com papel destacado em casos de depressão e ansiedade, assim o mal funcionamento do intestino interfere na vida sexual.

Quando este desequilíbrio ocorre, a produção de neurotransmissores como serotonina, GABA e dopamina é danificada e às vezes, até mesmo interrompida.

Portanto,a dopamina também conhecida como “molécula da motivação”, desempenha vários papéis importantes como, a produção de libido e capacidade de sentir prazer e quando está em falta, pode interferir no desempenho sexual causando a disfunção erétil.

Bebidas alcoólicas e nosso comportamento

Bebidas alcoólicas também afetam a microbiota e, por consequência, o comportamento. O consumo frequente de álcool muda a composição da flora intestinal.

Além disso, o álcool aumenta a permeabilidade da mucosa intestinal a toxinas e outras substâncias produzidas pelas bactérias, permitindo que elas afetem o organismo de maneira mais direta.

Sobretudo, essas alterações podem estar relacionadas à ansiedade, depressão e abstinência em pessoas que sofrem de dependência de álcool.

Bem como, o intestino possui aproximadamente 500 milhões de neurônios, que compõem o chamado sistema nervoso entérico (SNE).

Ainda que este número seja muito inferior ao de neurônios do cérebro (na casa de dezenas de bilhões), rende o título de “segundo cérebro”.

Sempre coloco para vocês a importância da alimentação, atividade física e a prática do pompoarismo masculino.⠀

Além, do trabalho com a respiração e meditação, e o cuidado da alimentação para melhorar o funcionamento do intestino e a vida sexual.

Nossa vida sexual está ligada no corpo como um todo. Engana-se quem pensa que tudo isso que relatei acima não está interligado.⠀

Comece hoje mesmo, praticando pompoarismo masculino: www.ohomempotente.com.br

READ  Sexo no chuveiro pode dar errado

Se você tiver uma dieta equilibrada e incluir alimentos probióticos e prebióticos, é possível restabelecer a recolonização intestinal com micro-organismos benéficos, além de promover o equilíbrio intestinal, a integridade da mucosa e consequentemente, o equilíbrio funcional do organismo.

Portanto, inclua alimentos funcionais na dieta e desta forma, conquiste um intestino que funcione corretamente. Tudo depende dos nossos cuidados. É muito importante realizar uma limpeza intestinal, com reposição da flora e uma reeducação alimentar.

Hipertensão, alimentação e disfunção erétil

Para controlar a hipertensão, deve-se fazer uma alimentação rica em frutas, legumes e alimentos integrais, como sementes, arroz, pão, farinha e macarrão integrais, e grãos como aveia, grão-de-bico e feijão.

A disfunção erétil (DE) é uma queixa comum em homens hipertensos e pode representar uma doença vascular sistêmica.

A disfunção erétil tem sido considerada um marcador precoce de doença cardiovascular.

A conexão entre as duas condições parece estar localizada no endotélio, que pode se tornar incapaz de gerar a dilatação necessária no leito vascular do pênis em resposta à excitação sexual, produzindo prejuízo persistente na ereção.

Portanto, o diagnóstico precoce e a abordagem correta da vida sexual representam uma etapa importante da avaliação cardiovascular que certamente contribui para uma melhor escolha do tratamento da hipertensão, prevenindo algumas complicações e restaurando a qualidade de vida.

A disfunção erétil deverá aumentar nos próximos anos – caso os homens não se cuidem

A definição de disfunção erétil de acordo com o National Institute of Health de 1993 como a incapacidade persistente de alcançar ou manter e rigidez peniana suficiente para a satisfação sexual .

Vejamos que a disfunção erétil tem uma alta prevalência em todo o mundo e um grande impacto na qualidade de vida dos homens e suas parceiras.

No entanto, com o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população, a carga de disfunção erétil deve aumentar nos próximos anos.

READ  Como a pornografia afeta sua vida sexual?

Existem categorias de fatores de risco comuns associadas à disfunção sexual para homens e mulheres, incluindo:

Estado geral de saúde individual, diabetes, doenças cardiovasculares, outras doenças geniturinárias, transtornos psiquiátricos / psicológicos, outras doenças crônicas e condições sociodemográficas.

Na verdade, a disfunção erétil vasculogênica é considerada parte de uma vasculopatia sistêmica e tem uma relação conhecida com fatores de risco cardiovascular, como hipertensão, diabetes, dislipidemia e tabagismo.

A disfunção erétil tem sido considerada um marcador precoce de risco cardiovascular que pode preceder as manifestações clínicas tradicionais da aterosclerose, indicando a presença de doença vascular.

Além disso, a disfunção erétil pode alertar os médicos sobre a presença de fatores de risco desconhecidos e um risco cardiovascular aumentado.

Assim, a disfunção erétil poderia oferecer a oportunidade de implementar esforços terapêuticos adequados para minimizar o peso das principais doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral .

Como a disfunção erétil é altamente prevalente e afeta profundamente a saúde geral de homens sexualmente ativos, a função sexual deve fazer parte da anamnese em todos os hipertensos, especialmente aqueles com mais de 50 anos.

Como está a sua ereção?

Ao passo que a ereção é um processo psiconeurovascular complexo e envolve várias interações do sistema que convergem para um aumento do fluxo sanguíneo hipogástrico-peniano e subsequente ativação do mecanismo veno-oclusivo do corpo cavernoso.

Uma vez que é bem conhecido que o incremento sanguíneo em direção aos tecidos cavernosos necessário para uma ereção rígida é enorme e mesmo pequenos distúrbios hemodinâmicos podem produzir disfunção sexual.

Portanto, fatores de risco tradicionais como hipertensão, diabetes e hiperlipidemia podem contribuir para o desenvolvimento ou agravamento da disfunção erétil, mesmo em situações em que a etiologia psicológica parece mais provável.

Além disso, a integridade do tecido erétil do pênis depende das flutuações da tensão do oxigênio que ocorrem durante as ereções fisiológicas.

Como consequência das ereções regulares, várias citocinas, fatores vasoativos e de crescimento mantêm um ambiente adequado para o tecido erétil com efeito protetor sobre o estroma e células musculares desta região.

READ  Como Aumentar meu Desempenho Sexual?

Em uma condição patológica causando a ausência de ereções estimuladas ou fisiológicas e abolindo tal estímulo, haveria uma mudança estrutural na composição do tecido com consequências deletérias na capacidade erétil.

Portanto, a disfunção erétil é uma queixa comum em homens hipertensos e pode representar uma doença vascular sistêmica.

A disfunção erétil tem sido considerada um marcador precoce de doença cardiovascular.

A conexão entre as duas condições parece estar localizada no endotélio, que pode se tornar incapaz de gerar a dilatação necessária no leito vascular do pênis em resposta à excitação sexual, produzindo prejuízo persistente na ereção.

O diagnóstico precoce e a abordagem correta da vida sexual representam uma etapa importante da avaliação cardiovascular que certamente contribui para uma melhor escolha do tratamento da hipertensão, prevenindo algumas complicações e restaurando a qualidade de vida.

Pompoarismo Masculino solução para disfunção erétil


Os exercícios para a prática do POMPOARISMO MASCULINO consistem em contrações, massagens no pênis, na glande, no períneo e nos testículos. O pompoarismo masculino promove autoconhecimento do seu corpo.


O grande benefício do POMPOARISMO MASCULINO é que o homem passa a ter controle absoluto do seu prazer.

Mantendo a ereção por mais tempo e consegue segurar a ejaculação para que ela aconteça somente no momento que ele escolher.

Vai embora não! Aproveita e passa pra conhecer o meu canal no YouTube, somos o melhor canal de sexualidade, sensualidade e pompoarismo tanto feminino quanto masculino do planeta.

E tem MUITO conteúdo gratuito pra você aprender e se desenvolver.

Nany Maravilha especialista em pompoarismo impacta na vida de homens e mulheres, tornando-os muito mais felizes no relacionamento.

Entre no Nosso Grupo Discreto de Homens potentes no Telegram e tenha notícias, dicas , e podem tirar suas dúvidas de maneira reservada e discreta e ainda o meu acompanhamento exclusivo somente para vocês que são membros do grupo.

Logo, receberam em primeira mão o lançamento de produtos e cursos de sexualidade/sensualidade/pompoarismo Iremos direcionar todo o nosso grupo do whatsapp para o Telegram. Combinado? Espero vocês lá!

Escrito por:

Nany Maravilha

Especialista em pompoarismo feminino e masculino. Educadora sexual, mas muitos chamam de "A diretora do prazer", também é nerd tântrica, mística e romântica. Há mais de 10 anos ensina mulheres e homens a arte do prazer. Especializou-se em relacionamento, sexualidade, sensualidade e saúde íntima.

Ver todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *