Curso de Pompoarismo, Danças Sensuais e Kamasutra com Nany Maravilha
Vença o Vaginismo com a prática do POMPOARISMO!

Vença o Vaginismo com a prática do POMPOARISMO!

Vença o Vaginismo com a prática do POMPOARISMO!

O vaginismo é caracterizado pelo contração involuntária dos músculos da vagina, que impede a penetração e atinge mulheres de todas as idades.

Como o vaginismo é um diagnóstico de exclusão, antes de qualquer coisa temos que afastar outras doenças, e se encontradas, tratar. Por exemplo:

  • infecções vulvovaginais
  • endometriose
  • distúrbios de lubrificação
  • infecção urinária.

É de extrema importância ir ao ginecologista para ter o diagnóstico correto.

O QUE CAUSA O VAGINISMO?

Na maioria das vezes, o vaginismo tem uma causa psicológica. O distúrbio é comum em mulheres que tiveram uma educação muito rígida e religiosa, assim como as que sofreram traumas e abusos.

Para as mulheres que começam a apresentar os sintomas depois de uma vida sexual saudável, a causa pode também estar relacionada ao estresse ou a uma forte cobrança em relação a si mesmas.

Na hora da relação, as pacientes contraem tanto os músculos da vagina que tornam muito desconfortável ou até impossível a penetração do pênis.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DO VAGINISMO?

Contração involuntária dos músculos perineais (do assoalho pélvico), dificultando ou impedindo a relação sexual, dor na penetração, dificuldade em manipular a região genital.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DO VAGINISMO?

Dor local, mas que não se compara com a dor psicológica, medo, culpa e baixa autoestima. É uma perda emocional muito grande.

O vaginismo pode influenciar muito na vida sexual do casal e consequentemente na vida reprodutiva, já que as mulheres portadoras dessa condição não conseguem ter relação sexual.

A MASTURBAÇÃO AJUDA A MULHER COM VAGINISMO?

Sim,porque, por meio do toque e da masturbação, a mulher conhece mais seu próprio corpo, partes que lhe dão maior prazer.

Tanto para os homens como para as mulheres, a masturbação é um momento de autoconhecimento e faz parte do desenvolvimento da sexualidade.

ALÉM DA PRÁTICA DO POMPOARISMO A TERAPIA SEXUAL É FUNDAMENTAL PARA O TRATAMENTO DO VAGINISMO

A terapia sexual (exercícios e psicoterapia) é fundamental para orientar o casal. O vaginismo não acontece apenas com a mulher, mas afeta o casal, portanto, sempre que possível, a abordagem deve ser feita em conjunto.

COMO TRATAR O VAGINISMO?

Ao perceber os sintomas acima, é fundamental procurar um médico ginecologista.Caso seja concluído que a disfunção é de fato vaginismo, é importante buscar apoio emocional e formas de conhecer melhor o próprio corpo.

Para tratar o vaginismo, vamos fortalecer o assoalho pélvico, com exercícios chamados de Kegel ou POMPOARISMO e ensinar a mulher a ter controle para contrair e relaxar os músculos do assoalho pélvico, assim, ao invés de ter contrações involuntárias ela fará um relaxamento voluntário.

Depois poderá começar a usar os acessórios do POMPOARISMO – cone, personal e ben-wa.

O parceiro também tem um papel fundamental para a cura, principalmente ao dar apoio e ao aceitar que o sexo com dor não é frescura.

Portanto, se você sente dor na hora do sexo, não tenha receio em cuidar da sua saúde e buscar ajuda o quanto antes!E comece a praticar o POMPOARISMOPOMPOARISMO é saúde!

Envie seu depoimento

Escolha seu Icone

Comentários   Comentários   Comentários   Comentários   Comentários   Comentários   Comentários   Comentários  

Verificação